15 de set de 2011

NÃO SUPORTO

não suporto
ficar à deriva
no meu próprio
mar
odeio perder
as rédeas
da minha vida
não suporto
andar e não sair
do lugar
não sou pião
não suporto
minha vida
sem emoção
sou aventureiro
sou amante
do derrepente
do inesperado
não suporto
a mesmice
o tédio
e essa monotonia
desvairada
amo os loucos
os inconsquentes
amo
o inesperado
os ventos
os temporais