21 de set de 2011

JÁ NÃO ANDO MAIS POR AI

Já não
Ando
Mais
Perambulando
Noites
Sem rumo
Já não
Fico mais
Pixando
Os muros
Da cidade
Ninguém nessa
Merda de cidade
Sabe ler
Ninguém lê
As entrelinhas
De um amor
Qualquer
Já não
Sou mais vagabundo
Como sonhava
Minha mãe
Nem mais o moleque
Rebelde
De tardes de verão
Agora
Sou sonho desfeito
Sou tarde sem fim
Sou noite
Sou vento