29 de set de 2011

HOJE ME CALO

hoje
me calo
não falo mais
como me sinto
não exponho
mais
minhas opiniões
desejos
sentimentos
hoje
ficarei
inerte
a tudo
e assim seguirei
sem mais
danos a mim
não sei
até quando vou
resistir
fingir
que nada sei
que nada vejo
hoje me calo
diante de tudo
de mim
do mundo
não falo mais
da dor
do amor
nem mais do que sinto
até quando
não sei