7 de set de 2011

ESCÁRNIO

"SOU A TRANSGRESSÃO...
O INQUIETO...
O SILÊNCIO...
A ESCURIDÃO...
SOU MINHA REVOLTA...
O ESCARRO,
O ESCÁRNIO...
O QUE NÃO SE ENTENDE...
O QUE SE SENTE...
O QUE INCOMODA...
SOU MEU EU
SEM CENSURA
INCULTO
IMPURO
IMPÁVIDO...
NÃO SOU RECADO
NEM GIZ DE CERA
SOU DE BARRO
SOU MEU EU
EM MIL PEDAÇOS
ESPALHADOS
POR AI..."