25 de set de 2011

DE ONDE VEM

de onde
vem
tanta gente
assim
das ruas
empoeiradas
das avenidas
e seus carros
das montanhas
movidas pela fé
para onde
vai essa gente
aflita
carente
cheia de emoção
ficam
esperando
o milagre
que nunca vem
ficam
querendo o mesmo
pão que
o diabo amassou
e pisou
e dividiu
de onde vem
para onde vão
essa gente
que sorri
pra disfarçar a dor
querem
o mesmo que todo
mundo
alegria
paz e
um tantinho de amor