13 de set de 2011

AINDA QUE

ainda
que matem
os poetas
restaram
intocáveis
suas poesias
ainda
que matem
o amor
restará a saudade
ainda
que silenciem
todas
as vozes
ficaram
os ecos das palavras ditas
ainda
que o mundo acabe
novos mundos
surgiram
feitos do mesmo amor
e das mesmas aflições
feitos da mesma
intensidade
e do mesmo abandono
ainda que
não reste nada
alguma coisa
ainda
estará viva
que nossa capacidade
de amar
nunca morra