13 de ago de 2011

TODAS AS VOZES

As vozes
Todas
As vozes
Que ouço
Em minhas
Noites
De solidão
São as almas
Que me percebem
São as almas
Que querem
Um pouco
Da minha luz
As vozes
Todas
As vozes
Que escuto
Nos momentos
De solidão
São as vozes
Que gritam
Pela madrugada
Sem os ecos
São vozes
Das almas
Desencarnadas
Em busca
De paz
Já não durmo
Já não sei mais
Onde brilha o sol