3 de ago de 2011

POR QUE

porque
eu ainda
eu sinto
porque
ainda
não esqueci
o gosto
amargo
do veneno
corroendo
minhas entranhas
porque
ainda
não morri
porque
sou o mesmo
que não se dobra
diante
a indifernça
que mesmo
atingido
não desisti
da guerra
que mesmo
ferido
não se entrega
por que
ainda
que haja dor
por que
ainda
que haja
essa droga
chamada saudade
resisto
e não volto
e não chamo mais