12 de ago de 2011

MEU LADO NEGRO

vou
mergulhar
no meu lado negro
vou
ficar
no escuro
de mim
preciso
entender
meu escuro
preciso
decifrar
o que há
neste inconsciente
tão vivo
e presente
vou
ficar quieto
por uns dias
não gritarei
nem soprarei
feito vento
ficarei
no meu mais
profundo silêncio
as vozes ecoaram
em mim
mergulharei
neste meu
submundo
neste
meu lado escuro