1 de ago de 2011

EM NOSSAS MÃOS

em nossas
mãos
o meu
e o teu coração
e nosso
amor
e nosso
tempo
e tudo
aquilo
que vivemos
em nossas
mãos
todos
os sentimentos
e angústias
já não
somos
mais donos
de nada

não somos
mais
quem um dia
fomos
em nossas mãos
nossa
consciência
perdida
e as mesmas
cicatrizes
em nossas mãos
um tempo
que não passa
e uma saudade que
insiste em
machucar