15 de ago de 2011

A CADA DIA

me desfiz
de tudo
o que me deu
roupas
livros
telefone
joguei tudo fora
lavei
a casa com sal grosso
não há
mais
nada de você
queimei
o livro
que escrevi
e andei
por ai
relembrando
o que aos poucos
vou esquecendo
a cada dia
seu rosto
vai se desfazendo
aos poucos
tiro você
do pensamento
a cada dia
respiro mais
aliviado
como vício
um dia de cada vez
e hoje
mais um passo
em casa
já não tenho mais
nada que me lembre você
um dia de
cada vez