14 de ago de 2011

AMANHÃ


amanhã
eu não serei
mais
o mesmo
me vestirei
de novo
de silêncio
ficarei
novamente
com os olhos
fechados
para que tudo
o que via
amanhã
não haverá
mais porque
mais nenhuma razão
amanhã
deixarei
as brincadeiras
de lado
ficarei
somente com os olhares
deixarei
que o silêncio
fale por mim
não quero mais
ser quem eu fui
não quero mais
que falem de mim
não quero mais
falar de ninguém
amanhã
será diferente