7 de ago de 2011

AINDA ERA MUITO

ainda era
muito
muito tudo
de um pouco
de nós
ainda
eram
as migalhas
e todo
indescência
ainda
eram os gritos
e as palavras
perdidas
ainda
era muito
o que
estava
intalado
na garganta
e os dias
com o mesmo
céu
de sempre
e as mesmas
nuvens
e a mesma
incoerência
ainda era
muito
o que restava
de nós
e nada
do que era
pra ser dito
se calou
e tudo
em nós morreu