24 de jul de 2011

PARECE

parece
que eu
já disse tudo
e que nenhuma
palavra
mais
há para ser dita
parece
que vivi
tudo
e não há
mais
nada para viver
as tardes
passam
por mim
agora
tão sem gosto
não vejo
mais graças
nas flores
da primavera
tenho vontade
de nada
e de coisa alguma
sinto-me
cansado demais
parece
que alguma
coisa dentro de mim
morreu