"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

21 de jul de 2011

DERREPENTE

derrepente
voc
acorda
corre na direção
que sempre
correu
e percebe
que não há
mais nada
sente
ainda o gosto
amargo
das palavras
sente
o peso
dos erros
em suas costas
e o orgulho
ferido
quer falar
e não fala
quer escrever
e não o faz
não entende
nada
o inconsciente
mata
o pouco
de esperança
e a razão
não deixa mais
que nenhum porta
se abra
derrepente
você acorda
e a solidão
de sempre
abraçada no seu corpo
agora gelado
para sempre