27 de jun de 2011

MEDO

conheço
todas
as formas
do amor
e do desamor
e do desalento
conheço
todas
as maneiras
de amar
e de se matar
o amor
conheço
os disfarces
as armadilhas
as nuances
e já
não temo
não tenho medo
o amor
não me assusta mais
o amor
não
é assim
tão dono de mim