5 de abr de 2011

“Viver ou não”

Viver
Como posso
Eu não querer
Viver
A vida
É aventura
Sem vive
Sem saber
Se amanhã
Viver-se-á
Tudo de novo
Viver
Como posso
Eu
Não querer
Viver
Ainda mais
E sempre
A vida
É para os
Loucos
Para os apaixonados
Viver
Ou não
Tudo
O que a vida coloca
Aos seus pés
E deixar no amanhã
A vida de hoje