5 de abr de 2011

“Vida louca”

Sempre
Fui assim
Vivia
Sem querer
Saber
Falava
Sem pensar
Em nada
Fazia
O que me desse
Na telha
E quantas
Vezes
Cai do telhado
Dessa minha
Vida louca
Quantas
Vezes tropecei
Nas minhas
Próprias
Pernas
Quantas vezes
Riam
Da minha desgraça
Eu
E minha vida louca
Até hoje
Melhor
Aprimorado