1 de abr de 2011

“Tranqüilo”

Perto
De ontem
Hoje
Estou
Morto
Estou tranqüilo
Ando
Devagar
Sem pressa
Quero
Ver
Tudo
O que não vi
Quero
Viver
Tudo
O que já vivi
Perto
Do que fui
Dinamite
Sou apenas
Mais
Um
Sereno
Tranqüilo
Vivendo
Perto de ontem
Morto
Tranqüilo em paz