1 de abr de 2011

“Tão menina”

Tão menina
Minha menina
Não
Sabe
Crescer
Ou fique
Que não sabe
Parece
Que tem medo
De virar
Mulher
Mesmo
Carregando
Nos braços
A filha
Que é tua
Tão menina
Minha menina
E eu
Não consigo mais
Carregá-la
Nem protegê-la
De todo mau
Então rezo
Peço
Pra que Deus
Olhe por ela
Tão menina
Minha menina