1 de abr de 2011

“Mundo paralelo”

Não vivo
Aqui
Estou
De passagem
Meu mundo
É outro
Esse
É meu mundo
Paralelo
Onde
Me fantasio
Para sobreviver
Onde
Tenho
Que correr
Para sobreviver
Não sou
Daqui
Sou de mim
Do mundo
De mim
Meu mundo
Paralelo
Onde tiro
Minha máscara
Onde me liberto
E sinto
Todas as dores
E todos os amores