13 de abr de 2011

“Essa dor me apanha”

Essa
Dor
Me apanha
Quando
Penso
Que esqueci
E me acompanha
No dia
A dia
Como
Pedra
Não sapato
Como dente
Cariado
Como rascunho
Que não se lê
E não se rasga
Essa dor
Me apanha
Quando
Penso
Que ela não
Se lembra
Mais de mim
Simplesmente
Bate
A porta
Simplesmente me sorri
E volta a judiar de mim