"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

13 de abr de 2011

“Essa dor me apanha”

Essa
Dor
Me apanha
Quando
Penso
Que esqueci
E me acompanha
No dia
A dia
Como
Pedra
Não sapato
Como dente
Cariado
Como rascunho
Que não se lê
E não se rasga
Essa dor
Me apanha
Quando
Penso
Que ela não
Se lembra
Mais de mim
Simplesmente
Bate
A porta
Simplesmente me sorri
E volta a judiar de mim