11 de mar de 2011

Tanto ainda para viver...
Tanto ainda que conquistar...
Não quero e não vou me perder e
m fantasias de momentos...
Pode ser que amanhã
eu me arrependa por não ter vivido...
Pode ser que amanhã
eu agradeça por ter resistido...
Pode ser que não haja amanhã...
Eu me conheço...
Sei dos meus limites...
Sei até onde posso chegar...
Não posso deixar
que instintos me dominem...
Não posso deixar
que meus desejos
falem por mim...
Sou racional...
Há tempos
deixei de ser um cavalo xucro...