17 de mar de 2011

Podem
Morrer
Todas
As flores
Que plantei
Podem
Esquecer
Todas
As palavras
Que ousei
Um dia escrever
Continuarei
Espalhando
Sementes
Continuarei
Feito vento
Soprando
Inconsciente
A consciência
Alheia
Pode
Apodrecer
A terra
Serei
Sempre o fantasma
Das madrugadas
Mortas
Podem
Matar-me
Jamais
Calarão a voz do vento