"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

30 de mar de 2011

“Nem bem nem mal”

De verdade
Não me fazes
Nem bem
Nem mal
Se quiser
Eu iria
Como não queres
Fico
Eu onde
Estou
De verdade
Também
Não sei
Ir-se-ia
Se tu chamasses
Meu nome
Nem bem
Nem mal
Mesmo
Que eu queira
Morrer
Em teus braços
Não me prendo
A ti
Pássaro
Sem asas
Que adiantaria
Sofrer
Se até o sofrimento merece razão