16 de mar de 2011

Me sinto
Preso
Vigiado
Parece
Que me olham
Que estudam
Meus gestos
Minhas palavras
Meu pensar
Me sinto
Preso
Numa
Cadeira
Que não levanta
Não levita
Parece
Que a qualquer
Momento
Vão
Me roubar
O ar
Parece
Que vão
Me tirar daqui
Parece que
Vão
Me fazer gritar
De desespero
Me sinto
Preso
Sem poder falar o que penso