"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

29 de mar de 2011

“Mal de amor”

Esse
Mal de amor
Que não tem cura
Esse
Mal de amor
Que sempre
Me busca
E me tortura
Devagar
A alma
Esse mal
De amor
Que não passa
Esse
Mal de amor
Que não
Sara
E me corroi
Como ácido
E me deixa
Aberto
Para as hienas
Do meu destino
Esse mal
De amor
Me consome
Vá eu
Para onde for