10 de mar de 2011


que as coisas
não podem
ser como
eu gostaria
vou aceitar
as coisas
como elas
são

que não posso
mudar
o curso
do meu destino
vou
criar
novos motivos

que nada muda
vou
mudar
as coisas
que já existem
em mim
às vezes
é melhor não acordar
para não ver
o que já
está
traçado
definido
marcado

que nada muda
vou mudar
meu jeito
cético
de ver as coisas