2 de mar de 2011

Hoje, está tudo assim feio demais...
Pessoas se agridem sem ter porque...
A vida está tão sem sentindo...
Aquele amor que mantinha todos vivos
há muito morreu...
Depois disso, morre a vida um pouco
a cada dia...
Não há mais porque escrever...
Não escrevo sem amor...
Não quero motivos para escrever
quero apenas inspiração...
O velho amor ressuscitado...
A beleza e a vontade de viver
como antigamente...
Como nos tempos dos pais
dos pais dos meus pais...
Sinto-me triste...
Maldade demais...