26 de mar de 2011

“Esse mundo que eu vivo”

Esse mundo
Que eu vivo
É diferente
É distante
É consoante
Não é plural

Tem um verbo
Só tem
Um tempo
Um olhar
Um céu
E uma estrela
Esse mundo
Que eu vivo
É de flores
Não tem anos
Não tem horas
Nem espaço
Certo
É feito de noites
Que não terminam
E dias
Que nunca vem
Esse mundo
Que eu vivo
É feito
Só de mim
E de minhas loucuras