2 de mar de 2011

e eu
vou me fechando
cada vez
mais
nessa minha
concha
vou me afastando
cada vez mais
de todo
mundo
não falo mais
desconheço
até mesmo
minha própria
voz
ainda
querem
de mim
sorrisos
que motivos
há para sorrir
e eu
vou
morrendo
um pouco
a cada dia
mais rápido
do que devia
frustrado
impotente
infeliz
vou me fechando
cada vez
mais
nessa minha concha
sem saída