26 de mar de 2011

“Doce vida”

Que me importa
O que já
Vivi
Vivi demais
Tantos desamores
Desencontros
Mortes
Que me importa
O que ainda
Hei de viver
A vida
Sempre
Me foi doce
E sempre
Me será
Porque não
Quero
Nada mais
Do que ela
Me dá
Porque não peço
Mais
Nada do que mereço
Que me importa
Meu ontem
Ou meu amanhã
A vida
Me é doce
Hoje