23 de mar de 2011

“Click”

Agora
É assim
Um click
Num botão
E some-se
Com um rosto
Com alguém
Com uma vida
Que não
Era sua
Agora
É assim
Um click
E pessoas
Se eternizam
E não mais
Amarelam
E ficam
Por mais
Tempo
Nas memórias
Das máquinas
Digitais
Ou somem
Para sempre
Nas telas
Enormes
Dos computadores
É assim tudo rápido demais