23 de mar de 2011

“Chorando no campo”

Não
Fiques
Sozinha
Derramando
As lágrimas
Que foram tuas
Não fiques
Chorando
No campo
Não há
De nascer
Mais nada
Nesse solo
Infértil
De amor
Pare
De soluçar
Aos ventos
Seus problemas
Não fique
Chorando
No campo
Vão te sentir
Louca
Vão te sentir
Profana
Vão te matar
Ainda mais
Aos poucos