20 de mar de 2011

"Azul e amarelo"

Pintei
As portas
De branco
O chão
Retoquei
De azul
E branco
E o
Teto
Deixei
Transparente
Para eu poder
Ver
O céu
Nas minhas
Noites
De insônia
Arrastei
Os móveis
Coloquei
O colchão
No chão
Enternecido
Cheio de emoção
Decolei
Rumo
Ao meu paraíso
Pessoal
Pintei de verdade minhas mentiras