20 de mar de 2011

"Abalado"

Vi
No seu
O espanto
Da hora
Caída
Vi
No
Seu rosto
A dor
Que não
Passava
Vi
No seu
Rosto
A ausência
Do sorriso
Sempre vivo
Vi
Seu rosto
Abalado
Pela partida
Rachado
Na tristeza
Convalescido
Na essência
Morta
Que morria
Vi
Você ali