16 de fev de 2011

tantas
paixões
inventamos
para que assim
possamo
nos sentir
vivos
quantos sonhos
alimentamos
para fazer
valer
a vida
como
se viver não valesse
á pena
quantas vezes
nos aprisionamos
por medos
tolos
que não existem
e mesmo
sem existir
nos fazem
fracos
quantas coisas
em nós
não aceitamos
e fingimos então
ser
o que não somos