13 de fev de 2011

és
a fantasia
que não ouso
querer
viver
talvez
eu não soubesse
voltar
és
a mulher
dos desejos
sempre
vivos
que eu
não ouso
querer
para mim
com certeza
não ia querer
mais te deixar
para que outros
pudessem
sonhar
contigo
como sonho eu
és
a fantasia
distante
que me acompanha
e me segue
por onde
ando
até o fim de mim