16 de fev de 2011

entendas
se derrepente
disser
sem medo
que te amo
com certeza
te amo
porque
este amor
toma conta
de mim
entendas
se derrepente
eu fugir
se derrepente
eu correr
de ti
é o amor
que gritas
e sufoca
meu peito
entendas
por favor
e não diga nada
pode ser
que este amor
amanhã
já não exista mais
porque sou
assim
feito
temporal