16 de fev de 2011

como não
querer
olhar
para estes teus olhos
de cílios
longos
não há
como fugir
deste
do encantos
destes
teus olhos
e do teu sorriso
sempre vivo
não há como
não viajar
em tuas alegres
palavras
e não se deixar
levar
pelos teus suaves
ventos
és a beleza
que encanta
sem dizer nada
és
a magia
não há como
fugir
não há como
se desvencilhar
de ti