19 de out de 2010

não há
mais razão
alguma
para que briguemos
sabes
tudo
de mim
e eu sei tudo
de ti
vivemos
há tempos
um para o outro
e mesmo
assim
as vezes
como fios
desencapados
soltamos
nossas faiscas
para que assim
depois
de tanto tempos juntos
possamos
nos sentir
livres
vivos
amando