29 de jul de 2010

ME VIRA CABEÇA

você vem
e me vira
a cabeça
me deixa
de pernas
para o ar
me deixa
de pernas bambas
você ven
e rouba
de mim
o meu sossego
a minha sombra
a minha paz
bagunça
tudo
me deixa sem ar
sem folego
sem ter como te seguir
com me guiar
você vem
sorrindo
cheia de veneno
derrama
sobre mim
seu dengo
me faz derreter
depois
me devora
me vira a cabeça
me rouba o chão
e eu
não sei nada
de você