30 de jun de 2010

RESSENTIMENTOS


não posso
deixar
que meu rancor
aumente
não posso
deixar
que minha tristeza
tome conta
de mim
preciso
quebrar
essas correntes
não posso
permitir
que esse mal
tome conta
da minha alma
o mal
tem força
o bem
mais força ainda
vou deixar
ressentimentos para trás
as mágoas
que me matam
enterradas
tenho que entender
que nada tem que ser
como eu quero
cada um é um
sou eu posso mudar
meu jeito
de olhar
meu jeito de sentir
meu jeito de querer
eu quero
que tudo isso
passe e fique
fora de mim