28 de mai de 2010

ALUCINAÇÃO*

o que ficou
foi a sua sombra
foi o medo
de encontrar
você perambulando
feito alucinação
o que ficou
foi uma mancha
escura na pele
do lado esquerdo
do peito
foi o mal
que fez
e o desequilibrio
o que ficou
foram os momentos
que por um segundo
nos perdemos
e inventamos a paixão
e o amor
que não sentíamos
o que ficou
foi seu mal
quase não mais dito
pronunciando
foi o dia que tudo começou
e o dia que tudo terminou
pra valer