25 de abr de 2010

MAIS UM DIA

mais
um dia
e agora
vejo
que todos
os dias
são iguais
mais um dia
e eu
já sei
o que me espera
o mesmo
a mesma rua
a mesma janela
mais um dia
e eu
de volta
ao mesmo vazio
que sempre
esteve comigo
tem muitas coisas
que não sei
outras coisas
finjo
que não sei
ignoro
e desapareço
em dias
como hoje
que nascem
como todos
os outros dias
mais um dia
que já começa
sem cor
mais um dia
que já começa
sem vida
e eu já sei
como mais esse
dia termina
a mesma rua
a mesma janela