27 de abr de 2010

DIAS DE PAZ

há tempos
que não vivo
os dias
de paz
hoje
tenho corrido
contra tudo
tenho feito
tudo acontecer
tenho feito
tudo
de tudo
para que dias
de paz
voltem
há tempos
que venho
correndo
contra o destino
que me foi
dado
ninguém me perguntou
se eu queria
ninguém me disse
quem eu seria
há tempos
que já não sei
quem eu sou
falaram tanto
de mim
que há tempos
venho andando
pelo caminho
que já trilharam
para mim
desde que nasci
e mesmo antes
de morrer
há tempos
busco
de novo
meus dias de paz

POETA

poeta
é isso
é ver o mundo
com outros olhos
e amar sempre de outo modo
é desenhar
paixões
inventar
reescrever
sofrer sem sentir dor
poeta
é sentir
a solidão rasgar
os verbos
conjugados
no infinito
é amar a noite
e seus fantasmas
é querer
viver a liberdade
que não mais se tem
poeta
é encontrar
encanto
nas flores
pisadas
no jardim
é encontrar a paz
sem ver o mar
é sentir
o mar
mesmo que distante
poeta
é escrever
o que sente
e fazer entender
que viver
que amar
que lutar
sentir dor
saudades
que enlouquecer
faz parte

ADEUS

dei adeus
pra você
deixei
de vez
que tudo entre nós
se perdesse
deixei
que nossos
laços
desatassem
abri
minhas mãos
meus braços
meu corpo
coração
de adeus
de vez
a tudo aquilo
que sentimos
me apeguei
no vento
nos sonhos
dei que você
voasse
e que encontrasse
longe de mim
a felicidade
dei adeus
a nossa emoção
aquela velha
emoção
dos encontros
dos beijos
e abraços
dei adeus
para que pudesse
de novo
voltar a viver

QUEM É VOCÊ

quem é você
que surge
derrepente
que acende
chama apagada
quem faz
de novo
corpo treme
sangue ferver
quem é você
que me olha
como quem nada quer
e me condena
a querer
de novo
seus olhos
em meus olhos
quem é você
mulher
tão dona de si
que me condena
a vagar
buscando
tudo aquilo
que há em você
eu não sei
onde se esconde
onde fica seu mundo
seu cais
seu porto
quem é você
que me faz andar por ai
sem rumo
gemendo
de dor
gritando seu nome
quem é você
dona de mim

AMOR

não acredito
que vejo
pessoas
falando mal
do amor
que sente
que amor
é esse
que desmente
que ironiza
amor
hipocrita
mentiroso
não acredito
que escuto
que leio
nos versos
malditos
de tantos poetas
versos
maldizendo
o amor
falando mal
do amor
que sentem
colocando
no amor
aquela mesma
coroa de espinhos
não acredito
logo
no amor
ah doentes
almas insanas
ainda há tempo
de se arrependerem
a aprenderem
de verdade
o que é amor

OLHO

olho
para o relógio
as horas
mortas
a noite
sem vento
nem brisa
olho
pela janela
as luzes
apagadas
gente
morta
desmaiada
sonhando
em não acordar
em não viver
tudo de novo
olho
para dentro de mim
tantas sensações
confusas
tantos
arrependimentos
de coisas
que não fiz
olho
para os rostos
das minhas
madrugadas
todos
ainda sonolentos
cansados
confusos
e as horas
mortas
e os ponteiros
emperrados
deixando tudo ficar
como sempre

ERROS

sei que errei
fui
desatento
fui
afoito
não pensei
agi
sem olhar
agi sem pensar
mas porque
fazer assim
me punir
tirar
o que já ganhei
o que conquistei
por esforço meu
porque
me punir assim
me deixar
ainda mais desmotivado
inconformado
e os acertos
e tudo
de bom que fiz
eu seu
eu errei
falei o que não devia
mas foi
a primeira vez
errei
quem nunca errou
pra que me punir
assim
tirar
tudo de mim
me deixar no chão
acabado
desmotivado
triste

AGORA

agora
vou te buscar
mesmo
sem saber
como
é tua face
tento apenas
aquele instante
em que nos perdemos
agora
vou te buscar
todos
os dias
no mesmo
lugar
naquele lugar
onde deixei
tu passares por mim
sem te ver
agora
vou te buscar
te desenhar
em meus sonhos
te escrever
em meus versos
sem saber
direito
quem tu és
sabendo
apenas teu nome
e o lugar
onde nos perdemos
tu
me vistes
e eu deixei
que passasses por mim
agora
vou te buscar
pelas ruas
em qualquer lugar

ESQUECE

esquece
o que passou
daqui
pra frente
se quisermos
podemos
trilhar
de novo
o mesmo caminho
com passos
diferentes
esquece
o amor
que sentimos
que não era amor
esquece
as palavras ditas
os sentimentos
e todas as magoas
esquece
meu rosto
e eu esqueço
que um dia
tentei esquecer você
esquece
o ontem
o hoje ainda está aqui
de braços abertos
esquece
que nos perdemos
pelo mesmo caminho
que nos perdemos
no meio de tantos olhares
esquece
o hoje
o amanhã
será diferente

MEUS MOMENTOS

há momentos
em mim
que quero mais
é me desligar de tudo
quero correr
da vida
quero
cair no mundo
há momentos
meus momentos
em que não queria
saber
nada de mim
nem meu nome
nem meu endereço
queria esquecer
de verdade
quem eu sou
quem eu amo
e quem me ama
também
há momentos
que não quero
ver
nada
ouvir nada
saber de nada
meus momentos
onde um pouco
da tristeza
de sempre vem falar
comigo
confessando
seus carinhos
falando de mim
e dos meus caprichos
há momentos
quantos momentos

25 de abr de 2010

SOZINHA

deixo
a partir
de hoje
meu coração
trancado
dentro do meu peito
não quero
sentir
de novo
os mesmos
arrependimentos
de amar
sem amor
de querer
e depois
sentir
de novo
a mesma dor
deixo
a partir
de hoje
todas as minhas
velhas sensações
esquecidas
não quero mais
nada
nem flores
nem orvalhos
nem garoas
nem serenos
quero apenas
as minhas madrugadas
deixo
a partir de hoje
meus caminhos livres
para que possa
andar
sem que me sinta presa
a nada
a partir de hoje
esqueci
tudo aquilo que vivi
e que me fez mal

QUEM SABE

quem sabe
acordamos
um dia na mesma
cama
quem sabe
um dia possamos
juntos
de novo
compartilharmos
os mesmos sonhos
quem sabe
na mesma rua
debaixo
da mesma árvore
possamos
fazer
de novo
nossos olhos
se encontrarem
quem sabe
nos separando
voltemos
a nos encontrar
quem sabe
venhamos
a sentir falta
de nós
quando ousávamos mais
brincávamos mais
e não nos levávamos
tão a serio
quem sabe
um dia
a gente possa entender
que viver
é bem mais
que isso
e possamos despertar
quem sabe
de um mesmo sono
um dia
quem sabe

MAIS UM DIA

mais
um dia
e agora
vejo
que todos
os dias
são iguais
mais um dia
e eu
já sei
o que me espera
o mesmo
a mesma rua
a mesma janela
mais um dia
e eu
de volta
ao mesmo vazio
que sempre
esteve comigo
tem muitas coisas
que não sei
outras coisas
finjo
que não sei
ignoro
e desapareço
em dias
como hoje
que nascem
como todos
os outros dias
mais um dia
que já começa
sem cor
mais um dia
que já começa
sem vida
e eu já sei
como mais esse
dia termina
a mesma rua
a mesma janela

MAGOAS

não tenho
magoa
nem ódio
não tenho nada
indiferença
quem sabe
talvez
nem isso
eu sei
que você
merece
não tenho
magoa
nem dor
acho que foi
melhor
pelo menos para mim
choramos hoje
amanhã
se houver mesmo
destino
quem sabe
eu duvido
a gente possa
se encontrar
em ruas diferentes
sem mais
a mesma
necessidade que antes
havia
não tenho magoas
nem dor
aprendi
a sobreviver
com cicatrizes
aprendi
que o amanhã
é tarde demais

PERDER TEMPO

falamos
tudo
agimos
como deveríamos
agir
certos
ou errados
quem é que sabe
quem
de nós dois
imaturos
por natureza
conhece
de verdade
a verdade absoluta
falamos
tudo
e agimos conforme
nossas crenças
fomos tudo
menos amigos
tentamos
é bem verdade
amar
sem saber
que o amor
não é coisa à toa
coisa de quem não
sabe
ainda amar
agora não vamos
mais perder tempo
você cresce
como bem entender
e eu
quem sabe
um dia aprenda a amar

COMPARAÇÕES

nunca
fui
nem nunca
serei
igual a ninguém
trilho
sempre
caminhos diferentes
amo
um amor que é meu
não preciso
de referências
nem de aulas
nem que me mostrem
o que a vida
já tratou de me ensinar
nunca fui
espelho
nunca fui degrau
nem escada
de ninguém
sou o que sou
serei sempre
assim
decidida
amante da minha vida
dona
das minhas rédeas
dos meus sentimentos
nunca fui
nem nunca serei
igual a ninguém
e ninguém
nunca igual a mim
nem ao meu amor
nem ao que sinto
nunca fui
nunca serei

PEITO ABERTO

eu me rasgeie
toda
vim de peito
aberto
te chamando
pra voltar
me dei
me doei
mais do que devia
e segui
sem olhar
para trás
sem ver
o rastro
de sangue
e de vida
que deixava para trás
eu me rasgueie
me doei
me perdi
diante do que sentia
tudo muito
intenso
e eu apenas uma menina
insegura
sem porto
sem olhos
sem amigo
eu que precisava
tanto de um amigo
de uma mão que me segurasse
não queria
dedos que me condenassem
eu
vim de peito aberto
disposta
a escutar tudo
a ceder
a me entregar
pra não te perder
me rasgueie
mais uma vez me magooei

NÃO SOMOS MAIS OS MESMOS

depois
de tudo
não somos mais
os mesmos
nos perdemos
diante
de tudo
o que vivemos
e sentimos
e deixamos
de sentir
depois
de tudo
de todas as palavras
e sensações
depois
de todos
os carinhos
e desafetos
com certeza
não somos mais
os mesmos
nunca fomos amigos
começamos
pelo fim de nossas
vidas
sem saber
viver
fomos amantes
e nunca de verdade
nos olhamos
nos olhos
e sentimos
aquela gélida sensação
depois
de tudo
dos erros
e acertos
não somos mais os mesmos
nem nunca mais seremos

LEMBRANÇAS

de você
quero guardar
apenas
as boas lembranças
das tardes
que enlouquecemos
juntos
das vezes que
sozinhos
passamos
a tarde
admirando o sol
de você
quero guardar
os momentos
de intenso amor
das nossas noites
alucinadas
onde
sempre
nos encontrávamos
de você
quero apenas
a certeza
que valeu à pena
errar
do jeito que erramos
sem saber
se era tudo
verdade
de você
quero as lembranças
do sorriso
que jamais esquecerei
do abraço
que mesmo na distância
ainda sinto
somente as lembranças
de você

DEIXA

deixa
eu falar tudo
antes
que não haja
mais amanhã
deixa
eu secar
todas as tentativas
mesmo que em vão
talvez
não consiga mais
o tempo
não espera
deixa
eu olhar
pra vc e pedir
o último
abraço
antes
que o sol nasça
e eu tenha
a certeza
que você não
está mais alí
perto de mim
deixa
eu me ver
pela última vez
refletido
em seus olhos
amanhã
sei que outros olhos
estarão refletidos
que não os meus
deixa
eu falar tudo
o que penso
amanhã
pode ser tarde demais

24 de abr de 2010

PERFEITA

você
é sim
perfeita
para mim
em tudo
não há em você
o que eu não goste
você
é sim
o pilar
que me sustenta
a luz
mais clara
que me guia
o meu caminho
a minha guarida
você
é sim
perfeita
em sua vida
em seu sorriso
nas sua maneira
louca
de viver
você
é sim
perfeita
no seu despertar
e no seu
adormecer
mesmo quando
tudo parece louco
nublado
você é perfeita
na maneira
única
de sorrir
de viver
de amar
de querer

EGO

quero
mais
é inflar
teu ego
quero mais
é te levar
para o céu
te deixar
nas nuvens
não quero nada
apenas
o prazer
de poder
te olhar
apenas
o prazer de poder
me embreagar
com a tua
beleza que me fascina
quero mais
é te fazer
me basta
essa sensação
quero

teu sorriso
para mim
ele é mais
que bem vindo
é balsamo
quero mais
é te fazer levitar
sem que saia
do lugar
sem que mude
nada em sua vida
quero mais
é apenas
poder dizer
em silêncio
o que sinto

SUICÍDIO

nunca
pensei
não entendo
também
quem pensa
viver ainda
vale à pena
e sempre valerá
nunca
entendi
que atenda
contra a própria
e sublime existência
e se deixa
levar
por um momento
pela falta de amor
e o extase
da dor
nunca tentei
nada contra mim
já errei
demais
sofri e fiz sofrer
e aprendi
jamais
tentaria nada
viver
ainda vale à pena
não entendo
essa falta de amor
falta de gostar
de si
e de alguém
coração vazio
e essas tantas almas
dilaceradas

TRANQUILO

ando tranquilo
despreocupado
ando descalço
não piso
mais em pedras
que não conheço
já conheço
todas as pedras
do meu caminho
ando tranquilo
com o coração
calmo
com os sentimentos
guardados
sem sonhos
impossíveis
de sonhar
já não alimento
mais nenhum amor
matei
todas as paixões
já não
quero mais nada
que me tire de onde
estou
ando tranquilo
com a minha vida
já desenhada
já sei
onde estou
e onde quero chegar
ando tranquilo
sem querer nada mais
do que eu
já tenho

PERFUME

queria
poder sentir
teu perfume
deixar
que ele
calasse
em minha pele
para poder
te sentir
o dia todo
quando
eu bem quisesse
queria
poder
sentir
a maciez
da tua pele
para que cada vez
mais pudesse
sonhar
somente os sonhos
mais belos
queria
sentir
teu beijo
para que pudesse
enfim
saber que de verdade
viver vale
à pena
queria
poder sentir
por um momento
o abraço
sentir por um instante
teu corpo delgado
e saber
que ainda vale
à pena viver

UMA FLOR

uma flor
entre tantas
flores
algumas coloridas
outras
apagadas
um flor
azul
se destaca
entre o véu
de uma sombra
e o raio
luminoso
de um sol
uma flor
entre tantas
de um mesmo
jardim
umas já
mortas
tentando ainda
enfeitar
outras sem espinhos
algum para arranhar
e uma rosa
diferente
de todas as outras rosas
alegre
bela
formosa
estrela
de um mesmo céu
flores
de um mesmo jardim
e para mim
uma flor
azul

É TUA PELE

é tua pele
teus cabelos
cacheados
teus lábios
bem definidos
teu olhar alinhado
é teu corpo esbelto
teu sorriso atrevido
tua recusa
tua postura
é teu modo
tua maneira
de olhar
de andar
é como se pisasse
em nuvens
se flutuasse
é teu jeito
mulher
tua pele
morena
que exerce em mim
o fascino
que me encanta
sem motivo
é o bem querer
natural
do que se quer
e do que faz bem
é tua pele
teu jeito
a essência que emana
que me atrai
que me inspira

COLIRIO

bom demais
ter alguém
que no dias cinzas
alegre
seus olhos
alguém
que devolva a cor
suave
das manhãs
bom demais
encontrar
inspiração
onde parecia
que nada mais
parecia ter vida
um colirio
para os olhos cansados
um prazer
que encanta
quando as vozes
já emudeceram
bom demais
encontrar
uma nuvem
que sempre
te faça olhar para o céu
e que desperte
em ti
o doce desejo
de voar
bom demais
encontrar
entre olhares
um olhar
igual ao seu
bom demais
olhar o deserto
e encontrar a paz

FAZIA TEMPO

fazia tempo
que eu não me sentia
assim
vivo
fazia tempo
que eu
não queria tanto
viver
e ficar
agora é o que eu mais
quero
agora
é o que eu mais busco
fazia tempo
que a paixão
não vinha falar
e bater em meu peito
agora
quero mais
é sentir
tudo isso
viver tudo isso
deixar que essa
emoção
motive meus dias
fazia tempo
que eu não sentia
a vida correndo
em minhas artérias
agora
quero deixar viva
essa sensação
de bem querer
em mim
mesmo que tudo acabe
como sempre
acaba
fazia tempo
muito tempo

NÃO POSSO

não posso
mais desejar
ter alguns
sonhos
não posso mais
me alimentar
de certas
ilusões
não posso
desejar
posso apenas
imaginar
brincar com meus desejos
e sentimentos
não posso
querer
mas posso
fechar os olhos e sentir
e admirar
e gostar
viver um amor
em mim
amor que não faz
posso me iludir
sentir as sensações
da paixão
e deixar
que tudo isso
aos poucos
se dissolva
não posso querer
mesmo querendo
mas ainda
vivo
posso sentir
posso

21 de abr de 2010

ENCONTRO

queria
ter a certeza
que te encontrei
por acaso
sei que não
sei que há algo maior
queria
saber
porque derrepente
me manda sair
ir embora
se vejo
em teus olhos
minha imagem
ainda refletida
queria
ter a certeza
que seu coração
bate descompassado
como foi
o primeiro
encontro
queria
ter a certeza
que você
gosta um pouco
de mim
queria
saber tudo
e esse tempo
demorar a correr
e os ponteiros
emperrados
nessa hora que não passa
queria
ter de volta
o mesmo
encontro
como se tudo pudesse
acontecer de novo

NA JANELA

passo
a tarde
debruçado na janela
vendo
se vejo nos rostos
que passam
teu rosto
buscando
por mim
passo
a tarde
sem vontade de nada
querendo apenas
que tudo
nesse dia
acabe
e que outro dia
de novo comece
passo
horas a fio
contando
as horas das minhas tardes
que não passam
vejo da janela
o sol
escondendo-se
cheio de preguiça
e eu
aqui
esperando que tudo
volte para seu lugar
e que junto com você
possamos recomeçar

APRENDENDO AMAR

quero
amar
aprender a
amar você
para que possa
te sentir
e te querer
cada vez mais
em mim
e em tudo
o que faço
quero
amar
cada gesto teu
quero ter
a necessidade
de estar
quero saber
de ti
ser o único
motivo
a única razão
cada dia
mais
aprendendo amar
quero
sentir tua falta
sentir
vontade de estar
sempre em teus braços
quero
e sei que se me ajudares
consigo
te amar tanto
e bem mais que tudo

DOCE INSPIRAÇÃO

olho
pra você
não tem como
não sorrir
logo vem em mim
doce inspiração
de versos
calmos
vem mansa
brisa refrescar
ainda mais
minha calma
olho
para você
e sempre
me vejo refletido
em seus olhos
me alegro
como criança
com uma simples
bola
se sabão
olho
pra você
e quero ficar
olhando
e quero ficar
cada instantes mais
na doçura
do teu olhar
olho
pra você
e viajo
na imensidão
de sentimentos
e pensamentos
porque para onde quer
que eu olhe
vejo você
e seus olhos em mim

TE QUERO

te quero
para sempre
bela
linda
irresistível
te quero
como minha amada
como minha amiga
te quero
leve
solta
sem procupação
te quero
carente
te quero feliz
te quero
nos meus momentos
confusos
e nos meus
momentos
de solidão
te quero
sempre sorrindo
despreocupada
te quero
menina
mulher
amante
te quero
doce e salgada
te quero
quente
morna
nunca fria
te quero
em mim
para que nunca me esqueça

VOLTA

volta
antes que seja tarde
antes
que não sinta
mais nem um pouco
de saudade
volta
antes que a dor
passe
e o coração
já não sinta mais
volta
com o mesmo
sorriso de sempre
com a mesma
vontade de ser feliz
ainda estou aqui
ainda tenho
e guardo sentimentos
volta
porque ainda
te sinto
aqui em mim
porque ainda
espero
volta
para que tudo seja
como antes
para que tudo volte
a ter cor
e não seja em mim
tudo
branco e preto
volta
antes que a distância
se faça em nós

QUE IMPORTA

o que importa
o que eu sinto
importa sim
que eu sinto
que há em mim
um sentimento bom
não preciso
sempre ficar
explicando
nem ficar falando
a todo momento
o que sinto
não preciso me convencer
nem convencer
ninguém
o importa
é que penso
que sempre busco
que quero
não importa
qual de todos
os sentimentos
nem preciso ficar
descrevendo
dizendo
tentando e querendo
convencer
importa que sinto
que quero sempre
estar
por perto
de alguma maneira
o que sinto
devera sentir também

18 de abr de 2010

INÚTEIS

essa busca
por sentimentos
esse sentimentos expostos
ao pecado
a vulgaridade
corpos
virando carniça
dos tempos
essa busca
por um amoir
que não existe mais
tudo
agora é irreal demais
tudo agora
são sentimentos irreais
tudo acaba
como começa
e começa tão sem graça
essa busca
ainda
todos paracendo
lobos
todos morrendo
mais rápido que os outros
corpos
lascivos
corpos
em estado
de putrefação
sem alma
sem vida
cheio de nada
vazios
sentimentos inúteis
e cada vez mais
e hoje
e amanhã
e o ontem já era

LIBERTINAGEM

tudo
o que era
bom
morreu
tudo
o que havia
de melhor
se perdeu
não há nada mais
bonito
e agradável
as mulheres
libertas das correntes
homens perdidos
indescentes
tudo
agora
é banal
banal demais
não se ama mais
como se amou um dia
tudo virou
putaria
libertinagem
cães soltos
no cio
tudo
agora já não é igual
como era antes
e o antes
era tão bom
o prazer único
da conquista
o prazer único
de sentir
tudo o que havia
de melhor
secou
como as flores
de um velho jardim
esquecido

VÁ COM CALMA

vá com calma
com o que sente
sentimentos
podem
nos trair
a qualquer momento
.
vá com calma
quando for
falar o que sente
não diga
tudo
não esbravege
.
vá com calma
ao amanhecer
sorria para o dia
sorria para você
espreguice-se
acorde
se puder, devagar
.
vá com calma
se não der
respire
e siga em frente
e vá
remando
a favor
e contra a maré
vença
se vença
.
vá com calma
a vida
quer mais
devagar
e sempre
.
vá com calma
não xinge
não esbravege

IMPRESSIONE

impressione
o tempo
impressione
o amor
impressione
a vida
impressione
a si mesmo
impressione
os amigos
a familia
impressione
as divergências
impressione
os problemas
impressione
a falta de tempo
a falta de carinho
a falta de afeto
impressiona
sua vida
impressione
seus pensamentos
impressione
seus limites
o limite dos outros
impressione
a razão
a emoção
os problemas
impressione
a falta de dinheiro
impressione
a noite
impressione
o bem
mande embora todo mal

REVIRAVOLTA

o mundo
é isso
montanha russa
cheia de curvas
cheias
de sobes
e cheias ainda
mais de desces
o mundo
é isso
constantes
reviravoltas
constantes mudanças
sem permitir
que a vida
se condicione
a mesmice
sem permitir
que os amores
sejam sempre iguais
o mundo
é isso
mar em dia de tempestade
estrada que não tem fim
é o que sempre foi
e será sempre
o que é
mundo cheio de vida
mundo cheio
de reviravoltas

INCONDICIONAL

amo
um amor
assim
amor além de mim
amor incondicional
amor que me faz
ir para onde
jamais
pensei que pudesse
chegar
amo
um amor
que está além
de tudo
além do meu bem
e do meu mal
amo
um amor
que direciona minha vida
meus pensamentos
amor incondicional
que me faz voar
que me faz sentir
o gosto
gostoso da liberdade
amo
um amor
que toma conta de mim
dos meus pensamentos
e das minhas doces
lembranças
de hoje e de sempre
amor além
de tudo
amor além de mim

PROMESSAS

Não paguei
nem metade das minhas
promessas
só pedi
recebi e não quis
saber
de olhar
para trás
convicção
absoluta de ser
pecador
pedi
e não paguei
e não paguei
nenhuma das promessas
que fiz
aos santos
que vivem
na terra
aos anjos
que vivem no céu
não paguei
consciente
que devo
consciente
que um dia
pagarei tudo
e todos os meus pecados
e todas as promessas que
fiz e já me esqueci
pedi
recebi
e não paguei
metade
das minhas promessas

FOSTES

tu
por um tempo
ainda que pequeno
ainda que espaço
tu
fostes parte de mim
nos mesmos
momentos de insanidade
mesmo nos momentos
da mais intensa
sanidade
tu
por um tempo
fizestes
parte da minha história
parte
dos meus dias
de desapego
tu
eras quem motivavas
tu
eras a flor
única
de um único vaso
quebrado
tu fostes
para mim
por um tempo lembranças
que doiam
fundo na alma
agora
já não
agora já não
significa nada
tu fostes
já não és mais

VOCÊ

vejo você
todos os dias
sempre
bela
às vezes
meio que preocupa
mas viva
vejo você
todos os dias
você
e esse seu corpo
delgado
que me deixa louco
de desejo
de saudades
vejo você
amanhecendo
comigo
em dias de esperança
mesmo
que não nos falemos
mesmo que
existam palavras
ainda assim
estamos juntos
vejo você
muitas vezes
perdidas
em pensamentos
muitas vezes
voando além das nuvens
e sempre
vendo você
tenho a plena certeza
que de tudo
você foi minha maior
e melhor escolha

MOTIVOS

busco
sempre
motivos
para seguir
para continuar
nesse caminho de pedra
busco
sempre
um olhar
que me alegre
um sorriso
que também
me faça sorrir
busco
sempre
alguém
que me empurre
e me faça
não querer
parar
busco
sempre
motivos
para escrever
e para viver minha vida
busco
sempre
estrelas
que brilhem
busco sempre
uma palavra
que sirva
de inspiração

SOBREVIVENDO

sobrevivendo
a mim
ao meus caos
a minha constante
mudança
de humor
sobrevivendo
a tudo aquilo
que gosto
e tudo aquilo
que
a principio odeio
odeio
coisas fúteis
coisas
que deixam
tudo pior
sobrevivendo
a essa
intensidade
a essa falta de tempo
a tudo
que me deixa
acabado em meus
momentos
de reflexão
sobrevivendo
a falta de flores
a falta do azul
do céu
sobre mim
sobrevivendo
a falta de amor
mais do que tudo
sobrevivendo a essa dor

PIOR

pior
se estivesse
entrevado
numa cama
sem poder me mover
sem poder reclamar
de todos os meus problemas
pior
se não pudesse ver
o que acontece comigo
se não percebesse
mais nada
e tivesse perdido
as sensações
pior
se não pudesse
me mover
ter a liberdade
de ir para onde quero
e voltar
quando sinto vontade
pior
seria
se minha voz
calasse
e eu não pudesse mais
dizer o que penso
pior
se não pudesse pensar
se estivesse
doente
débil
insano
ainda mais do que já sou
pior seria
se estivesse
entravado
respirando apenas

ANDANÇAS

ah
o que eu já vi
o que eu já vivi
nessas minhas andanças
conheço
pouco do mundo
e conheço
assim mesmo
conheço
o mundo inteiro
falo apenas
uma lingua
e a língua universal
do mundo
reconheço
onde há amor
e planto amor
por onde passo
ah
o que já vi
quantos amores
já amei
e ainda amo
por onde passo
ah
tantos destinos
para uma mesma vida
tantos caminhos
e tantas flores
o que eu já vi
nessas minhas andanças
ah
quantas lembranças
gravadas
em minhas retinas
vida demais
amores demais
nessas minha andanças
pela vida