29 de jan de 2010

PREFERÊNCIA

Prefiro
Os aromas
Mais suaves
As paixões
Que deixem
Meus pés no chão
Prefiro
Os caminhos
Mais longos
Onde haja
Paisagens
Que distraiam
Meus olhos
Prefiro
As noites sem estrelas
Para que possa
desenhá-las
Nos meus papéis
Em branco
Prefiro
Me entender sozinha
Em minha solidão
Para que não magoe
Ninguém com as minhas
Mentiras
Eu sou assim
Feita de momentos