28 de jan de 2010

DESDÉM

Não quero perto
De mim
Pessoas
Que me façam
Mal
Que me tratem com desdém
Quero
Apenas sorrisos
E alegrias
Quero abraços
E amigos
Não quero perto
De mim
Palavras trazidas
De bocas
Que andam por aí
Sem destino
Não quero para mim
Nada que possa
Tirar minha paz
Não posso mais aceitar
Mãos fechadas
Braços fechados
Quero largas risadas
E braços
Sempre apertos
Ninguém que trate com desdém a beleza