31 de mar de 2009

NÃO TE QUERO MAIS*

devagar
eu sei
o tempo
vai apagar tua imagem
da minha cabeça
o tempo
vai deixar
tua imagem
distorcida
até que não me lembre mais
devagar
eu entrego
todas as minhas
lembranças
boas se houve
e más com certeza muitas
ao tempo
porque hoje eu sei
tenho certeza
não te quero mais
nem como amiga
nem como passado
não te quero mais
tenho certeza
que o tempo
devagar
irá dissolver
tua imagem dentro de mim

NUNCA AMEI VOCÊ*


nunca amei você
das verdades
restou essa
nunca amei você
nunca tive a intensão fria
e cruel de trair meu coração
cheio do amor
de quem amo
meu coração não é capaz
de amar
dois corações
nunca amei você
essa é a verdade
rasgada
crua
amo um só amor
meu amor de tantos anos
já me traí
querendo amar
outro coração
me feri
carrego as farpas
dos meus erros
e não vou errar de novo
nem me enganar
nem enganar você
prefiro a verdade
nua
crua
rasgada
nunca amei você

FRAUDE*

você
é uma mentira
o que diz
o que sente
o que pensa
você
é uma farsa
disfarçada
de verdades
das suas verdades
sempre suas
cheia de razão
sua idade não condiz
com suas ações
você é uma fraude
para sua própria vida
para sua solidão
até mesmo
para sua felicidade
você
se desenha à mentira perfeita
mentira que chega a convencer
sorriso que engana
sutileza
e as portas abertas
sempre
você
é a fraude
a mentira quase perfeita

PECADO E DOENÇA*


me disseram
que sou
pecado
me disseram
que sou
doença
não sou nada
sou apenas poeta
não me cabe
ser mais nada
ser poeta
me ocupa
todos os espaços
em mim
ser poeta me completa
me fascina
não sou nada
além disso
nem pecado
nem doença
não me caberia
tamanha missão
prefiro ser apenas
eu dentro de mim
ou melhor ainda
ser eu fantasiado de mim
não sou pecado
não poderia ser
não sou doença
nem a cura
sou poeta
o vácuo de mim
meu próprio amor
minha própria dor
minha loucura
e minha sensatez
não sou eu
que sou pecado
nem sou eu
doença

PIOR PESADELO*


o dia
estava lindo
céu azul
paz na terra
não havia ruído
barulho
não havia mais você
com suas neuras
e seus problemas
com suas dúvidas
e incertezas
o dia
estava lindo
havia toda tranquilidade
do vento
os pensamentos
podiam ir e vir
sem medo
havia vento
que refrescava
vento que fazia
as folhas balançarem
dia lindo
sem tristezas
nem bagunça
gritaria
e suas confusões
e seus turbilhões
de nada que me fazia bem
nada me fazia bem
mas sem você
o dia nasceu
suave
erro meu foi crer
que tudo isso era verdade
você ainda estava lá
e eu
no pior dos meus pesadelos
a verdade
a dura realidade

PESSOAS E PESSOAS*

pessoas e pessoas
pessoas que amamos
pessoas que não amamos tanto assim
pessoas que amamos mais ou menos
pessoas que odiamos
pessoas e pessoas
pessoas que vem e ficam
pessoas que ficam sem querer
pessoas que marcam
pelo bem
pessoas que marcam pelo mau
também
pessoas e pessoas
pessoas de guerra
pessoas de paz
nenhuma de todas
as pessoas são iguais
pessoas que perdoam
e esquecem
pessoas que apenas dizem perdoar
e não perdoam
pessoas transparentes
pessoas que são luz
amigas de verdade
pessoas e pessoas
umas que levantam
outra que derrubam
porque eu não sei

30 de mar de 2009

ESSE SEU OLHAR*


esse seu olhar
levarei comigo
para sempre
esse seu jeito de menina
guardarei
na memória
para que não lhe esqueça
nossa infância
e os dias
em que na rua
brincamos
e fizemos nossos castelos
e amavámos
sem saber que amávamos
esse seu olhar
eu sabia
carregaria comigo
até de novo
encontrar você
para enfim
ter a certeza que eu não tinha
mas sentia
que era você
o grande amor
da minha vida

DIAMANTE BRUTO*

quantos diamantes brutos
jogados por aí
pelas ruas da cidade
quantos grandes homens
médicos
advogados
engenheiros
perdidos entre os papelões
e a sujeira
quantos diamantes brutos
escondidos
perambulando
entre o crack
e a maconha
de pés no chão
homens
que poderiam ser mellhores
para o mundo
jogados
a um destino
que pode ser
o meu
o seu
quantas oportunidades
disperdiçadas
valores rasgados
quantos valores jogados
no lixo
fazer o que
investir pra que
lapidar então
tantos diamantes brutos
jogados
nas esquinas
nos lixos
boeiros

ROSA MORENA*

te vi
num instante
muito rápido
e pensei
esta é a mulher dos meus sonhos
esta é a mulher
que quero pra mim
nem que por um instante
nem que por um momento
quero poder sentí-la
quero poder tocá-la
quero poder abraçá-la
sentir teu perfume
teu beijo
te vi
num instante
e nada foi igual
queria trazê-la para perto de mim
queria ter certeza
que ela
era muito mais
do que um sonho
queria tê-la
escrevê-la
eternizá-la em mim
nem que por um momento
amá-la na forma
mais intensa
e de todas as maneiras
fazê-la levitar
fazê-la feliz
te vi
e deixaste meu coração
sem saída

DE SALTO ALTO*

eu me rendo
a uma mulher
de salto alto
pés delicados
e o jeito doce
de se equilibrar
de andar
eu me rendo
à elegância
da mulher
que de calça jeans
ou saia
desfila de salto alto
pernas alongadas
panturrilha
e coxas
e os pés
ainda mais delicados
eu me rendo
à soberania
dos saltos altos
que deixam homens
boquiabertos
e as mulheres
ainda mais belas e poderosas
eu me rendo
e escrevo
a doce sutileza
das mulheres
e seus belos pés
de salto alto

SE É POR FALTA DE ADEUS*

se é por falta de adeus
jamais
irá embora
ficará
para sempre
comigo
se é por falta de adeus
desfaça
as malas
da partida
deixe tudo como está
a cama desfeita
os retratos
ainda na parede
se é por falta de adeus
o melhor
é que deixe
a âncora
fincada
em terra firme
deixe
as flores plantadas
a janela fechada
vem e deita
na cama
ainda desfeita
se é por falta de adeus
você não vai embora tão cedo

ESPERANDO*

até quando
vou viver de sonhos
vou ficar
esperando
um milagre
quero a pessoa certa
porque eu sei
que ela existe
e está em algum lugar
por aí
como eu
vivendo de sonhos
e esperando
o mesmo milagre
eu sei
ela está como eu
entre as nuvens
dos sonhos
e as labaredas
da realidade
querendo encontrar
o pouso certo
até quando
vamos esperar
que esse encontro
aconteça
vai ficar aí
esperando
que eu vá
e eu aqui
esperando que você venha

PRA SEMPRE*

quero
alguém
que cuide de mim
uma mulher
pra sempre
não quero
descaso
nem afagos vazios
quero
alguém
que me dê
de volta o que eu perdi
quero
de novo
a vontade tola
de sorrir
quero um amor
verdadeiro
amor daqueles
que vem
e ficam
fazem ninho no seu coração
quero alguém
que me sorria de manhã
e me abrace de noite
quero por vezes
me sentir menino
e homem
quando for preciso
quero alguém assim
que cuide de mim
e me deixe cuidar também
pra sempre

MELHORES EM TUDO*

o que
esperamos
na verdade
o que queremos
é sermos
melhores em tudo
sempre
em tudo
o que esperamos
é o melhor
do amor
é o melhor
dos dias que virão
o que esperamos
é uma vida
mais tranquila
queremos
o melhor
ser também
melhores em tudo
sem nenhuma dor
apenas felizes
de mãos dadas
sem pensar em nada
o que esperamos
é a vida
sem muitos detalhes
vida simples
queremos
a paz
para que nos deixa
e nos permita
ser
melhores em tudo

VOZES INTERIORES*

as vozes
todas as vozes
andam mudas
as vozes interiores
não arriscam
dizer mais nada
estão caladas
trancafiadas
em labirintos
sem ecos
as vozes
que faziam pensar
querer
não ecoam mais
deixam
tudo por si só
as vozes
ficaram roucas
não falam mais
não sopram mais
à sorte
deixam o destino
agir por si só
sem interferência
as vozes interiores
ficaram guardadas
dentro da alma
amordaçadas
roucas
agora
para sempre caladas

ESSÊNCIA DA VIDA*

fico
olhando
para o nada
perguntando
para meu eu
qual a essênsia da vida
por que
alguns passam pela
vida sem deixar rastros
e tantos
deixam rastros espalhados
fico
olhando
para tudo
o que já vivi
revendo
tudo o que já vi
e me perguntando
qual a essência da vida
se não levamos nada
se tudo fica
depois na memória
de uns
e de outros nada
fico filosofando
comigo
sem achar saída
para o que sinto
e nunca ninguém me respondeu
qual a essência da vida

26 de mar de 2009

CUIDE DELA*

cuide dela
para mim
cuide do seu sorriso
cuide do seu coração
cuide dela
como se ela fosse sua
como se fosse sua vida
sua razão
sua loucura
cuide dela
para mim
já não posso mais
meu coração anda fraco
é muito amor
cuide dela
para mim
faça dela seu tudo
seu porto
seu rumo
cuide dela
dê seu coração a ela
dê seu tudo
cuide dela
para mim
antes que seja tarde
e ela se perca
nessa vida de ilusões
cuide dela
eu já não aguento mais
tanto amor

FULANA*


ontem
vi a fulana
tava
toda perfumada
cabelos soltos
toda no salto
subiu
numa nuvem
e desapareceu
deve ter ido
conversar com Deus
ontem
fulana
tava toda toda
linda
parecia
mais linda do que todos
os dias
em que descia
para
o inferno
fulana é assim
ora viaja
pro céu
ora vai pro
inferno
coitado de quem se arriscar
a amar alguém assim
ontem vi fulana
confesso
estava linda demais

JURO POR DEUS*


juro
por Deus
não fiz
de propósito
não pensei
que você fosse
gostar tanto assim
de mim
nem eu de você
juro
por Deus
foi sem querer
jamais
pensei encontrar
um coração carente
como o seu
não foi brincadeira
eu não sabia
pensei que sairia
como entrei
você me prendeu
grudou em mim
me tratou como
jamais alguém
havia me tratado
juro
por Deus
queria tudo
só não queria deixar
você iludido
foi mal
eu confesso
não queria que se apaixonasse
por mim
não posso
sou presa
e me prendi ainda mais
nessa armadilha chamada
você

VOU FICAR NUA PRA CHAMAR TUA ATENÇÃO*

vou
ficar nua
pra chamar
tua atenção
vou ficar nua
pra mostrar
que teu desprezo
me machuca
vou ficar
nua
na porta da tua casa
até que fale comigo
até que atenda
não vou falar nada
nem gritar
vou ficar
nua
pra mostrar para
o mundo
como tu
me querias
só nua
vou ficar plantada
nua
perto
dos teus amigos
pra que vejam
o que fizeste comigo
usaste
depois me deixaste
com a alma machucada
vou ficar
nua pra te chamar a atenção
quem sabe assim
tu me percebas
na tua vida

ABANDONADO*


quando
estava amando
quando pensei
que tudo estava
bem enfim
fui abandonado
largado
jogado na sarjeta
quando
pensei
que não doeria
em mim dor alguma
e doeu
dor ainda mais intensa
fui largado
abandonado
jogado a Deus dará
quando pensei
que o céu
seria sempre azul
e as noites
o céu estaria coberto
de estrelas
fui abandonado
pelo amor que sentia
pelo amor
que jurou ser eterno
quando senti
a felicidade em meus braços
a tristeza me abandonou
abandonado
chorei
como há muito tempo
não chorava

CARA DE PAU*


não pense
que é assim
chegar
deitar na minha cama
como se não houvesse nada
você
e sua cara de pau
chegando
de mansinho
como gato
que fica
ronronando
querendo
o que não é mais seu
você
chega
cheia de cinismo
sempre quando a madrugada
deixa você sozinha
você vem
correndo
pra minha cama
na maior cara de pau
achando
que vou agasalhar
seu corpo
como tantas vezes fiz
esquece
pega sua roupa
seu corpinho lindo
sai da minha cama
e desaparece
na mesma madrugada solitária
que lhe trouxe

DOM DE SONHAR*

tenho o dom
de criar fantasias
tenho o dom de sonhar
e também
o dom frio de me machucar
acreditando
nas fantasias que crio
o dom de me entristecer
ao perceber
que os meus sonhos
são irreais
tenho o dom
de sonhar
sonhos impossíveis
de acreditar
no que está além dos muros
de acreditar
que as pontes unem
e não separam
tenho o dom
de espalhar semente
por onde ando
tenho o dom de sonhar
com essas sementes
germinando
tenho o dom
de me fantasiar
de felicidade
pra depois perceber
que a felicidade está
em mim
há tempos
tenho ainda
o dom de me iludir
de querer
o que já existe em mim

FAÇA O QUE EU DIGO*

faça o que eu digo
pelo menos uma vez
faça o que eu digo
ame sem medo
ame sem receio
que mal pode fazer
o amor
faça o que eu digo
se entregue
mergulhe
pule de cabeça
não tema
o amor lhe sustenta
faça o que eu digo
eu sei bem
o que falo
vivo esse amor
desse amor
não se aflija
o amor
lhe manterá no ar
lhe fará flutuar
pelo menos uma vez
faça o que eu digo
se entregue
não tenha medo
amar
é pra todos
poucos sabem amar
se deixe levar
deixe acontecer
esse amor em você
faça o que eu digo
depois me diz
se esse amor fez com você
o que fez comigo
pelo menos uma vez

JEITO MANHOSO*

seu jeito
manhoso
rouba de mim
o pouco que tenho
seu jeito
manhoso
me rende
tira de mim
sorrisos
indecentes
seu jeito
manhoso
me encanta
me seduz
faz de mim
criança
brincando de sonhar
brincando de faz de conta
seu jeito manhoso
me leva para o céu
além das nuvens
para o céu da sua boca
seu jeito
manhoso
é o que me encanta
seu jeito mulher
de ser
de me fazer
seu
seu jeito manhoso
e nada mais

OPOSTO DE MIM*


sou
o oposto de mim
gosto
de ver gente
tanta gente
andando
pelas ruas
mas prefiro
ficar em casa
trancado no meu silêncio
sou
o oposto de mim
amo
o sol
aquecendo
a terra
mas prefiro ficar na sombra
de cabeça fresca
amo
água
mas prefiro ainda
uma velha e boa coca-cola
sou o oposto de mim
aquele que p próprio
se contraria
se contradiz
mente para si
amo
amar
mas fujo
do amor
que me oferecem
para que assim
não enlouqueça
sou mesmo
o oposto de mim
sou minha paz
e minha confusão
sou a luz
e minha própria escuridão

PRECISO DESABAFAR*


preciso desabafar
encontrar
um vento
que me escute
preciso cuspir
pra fora de mim
tudo o que sinto
preciso encontrar
alguém
que não me condene
não há ninguém
nem mesmo um vento
preciso desabafar
contar
para o mar
meus segredos
não posso mais
ficar com tudo isso aqui
me consumindo
preciso gritar
para que algum vento
me escute
preciso desabafar
antes
que eu morra
engasgado
de tanto sentimento preso
em mim
preciso encontrar um vento
que me escute

TODO SANTO DIA*

todo santo dia
tento me reencontrar
me conformar
com a vida que escolhi
todo santo dia
apelo
para que Deus olhe por mim
para que me veja
e faça por mim
um milagre
todo santo dia
vou buscando
minha felicidade
entre palavras e sonhos
entre desejos
e alucinações
todo santo dia
eu rezo
peço
muitas vezes me revolto
e choro
todos os dias
procuro uma razão
para que dê uma alegria
e que de novo
eu me encha de esperança
todo santo dia
eu acordo
e penso
antes de colocar meus pés
no chão
quais os motivos
para querer
colocar os pés no chão

VALEU*


valeu
por tudo
por tudo
o que vivemos
por todos os beijos
abraços
palavras
valeu
por tudo
pela preocupação
por querer demais
valeu
por tentar
me fazer enxergar
pelas orações
e por todas as horas
ao meu lado
valeu
pelo carinho
pelo afeto
pelas tentativas loucas
valeu
pelo amor
que não consegui
traduzir
nem decifrar
valeu
pelo sorriso
pelo aperto de mão
e pelas vezes
que tentou me resgatar
de mim
valeu por tudo

25 de mar de 2009

MANDE UM SINAL*


se você
está viva
mande um sinal
não me deixe
sem notícias
não me queira mal
por não lhe amar
se você
não está nem aí
mande um sinal
para que eu continue
de onde parei
não posso ficar sem saber
por onde anda
mande um sinal
se está viva
se está feliz
se encontrou outro alguém
se resolveu
suas angústias
me mande um sinal
que me dê a certeza
que nada é como era
que nada será como foi
me mande um sinal
um alô
um adeus
se você
tem a certeza
de que tudo foi real
mande-me um sinal

COISAS DE POETA*


poeta é assim
beleza em tudo
amor
em tudo
sente a solidão
de forma mais intensa
e não se assusta
coisas de poeta
poeta é assim
acredita
no bem e no mal também
planta sementes
e colhe
olhares
ilusões
coisas de poeta
que senta
à tarde no banco da praça
para conversar
com a inspiração
poeta não se preocupa com a morte
e sim
com seu jeito de viver
poeta
só pensa
em amar
e escrever versos
que mudem o mundo
coisas de poeta
achar que tudo
é sempre belo
que tudo tem saída
poeta
ama
de forma intensa
e transforma o amor que sente
em elixir
da vida eterna
coisas de poeta

UM HOMEM SÓ*

um homem só
pode pouco
gostar pouco
querer pouco
um homem só
é vazio
é oco
é vácuo
solidão
inércia
escuridão
um homem só
constroi pouco
produz pouco
ama menos ainda
não tem cor
não tem fé
um homem só
não sente saudade
não conta história
não faz nada
vive por viver
porque nem a morte
tem o poder
de arrancá-lo de si
um homem só
é feito de incertezas
feito de tristeza
um homem só
por si só
não existe
é poeira

RESPIRAR VOCÊ*


quero respirar você
respirar
cada momento seu
quero não mais me achar
quero você
cada vez mais
em mim
embaraçada
em meu coração
rins
pulmões
quero respirar você
quero
você
em minha corrente
sanguínea
quero você
em meus instantes mais sagrados
quero você nos meus segredos
e nas minhas vontades
quero respirar você
todos os dias
quando a vida acontecer
em mim
você também
acontecerá
sempre
e mais
para que eu jamais
esqueça
desse amor
que é grande e só
me recompensa
quero respirar você




MIL VEZES VOCÊ*

mil vezes você
começaria tudo de novo
viveria tudo
sem tirar nada
mil vezes você
e cada vez mais
com seu jeito único
e ninguém mais
com seu prazer
e seu amor
seu riso
e seu encanto
e também suas encanações
mil vezes você
e mais ninguém
mil vezes você
com seu jeito preocupado
em me querer
em me fazer feliz
mil vezes você
vento constante em minha vida
amor que me ensina
mulher que me fascina
mil vezes
tudo o que vivi
para ter você aqui
do meu lado
mil vezes por você
minhas poesias
e as promessas de amor

OLHOS ABERTOS*

não fecho
mais meus olhos
não quero mais sonhar
os sonhos
não me pertencem mais
vou ficar de olhos abertos
nas minhas noites
e madrugadas
não fecho
mais meus olhos
não posso perder
a oportunidade
de ver você
mais uma vez
de olhos fechados
não vejo nada
não posso deixar
você mais uma vez
passar por mim
sem eu dizer nada
não fecho mais
meus olhos
para não sonhar você
não lhe quero
em sonhos
quero você de verdade
ver você passar
vou ficar de olhos abertos
de noite
de madrugada
até você chegar

NOSSO FIM*


nosso fim
será mesmo assim
cada um
de lado
nosso fim
será mesmo
o caos
o amor findou
como a noite
sem estrelas
como nosso fim
sem as mãos dadas
sem os corpos entrelaçados
nosso fim
será mesmo
com corações
rompidos
corrompidos
pelo que deixamos de viver
nosso amor
acabou
como os segundos que passaram
nosso fim
é certo
cada um de um lado da rua
se olhando
sem conseguir
atravessar
não há mais passarelas
nem pontes
nosso fim
será
iludidos
magoados
cheios de memórias
cheios de saudade

SEM CONDIÇÕES*


não há
qualquer condição
que me faça
voltar
e amar
e querer
o que deixei
sem condições
de olhar de novo
como se nada
tivesse
acontecido
esquecer
de uma hora
pra outra
não esqueço
fico remoendo
fazendo isso
aumentar em mim
não há qualquer razão
que me faz repensar
o que já foi pensado
e me faça querer
o que não quero mais
sem condições
de me refazer
e refazer
o que perdi
o que pedi
e o tudo o que perdemos
sem condições
de reescrever
o que já foi escrito
e dizer
o que já foi dito
e trazer você de volta

BOBEIRA*

bobeira
quem tenta
fugir do seu destino
bobeira
quem tenta
mudar
seu caminho
mudar sua cruz
bobeira
quem não enfrenta
a realidade
quem não aceita
sua sorte
bobeira
quem se martiriza
por tão pouco
quem tenta
enganar
a morte
que coloca fogo em seu fardo
bobeira
quem se fantasia
de fantasias
quem pensa inibir
as forças
da natureza sábia
bobeira
quem finje
ser o que não é
o que é
já nasce feito
perfeito ou não
bobeira
quem não encara
de frente sua vida
e seus possíveis problemas

ABISMO*


teu corpo
é meu abismo
onde mergulho
e não saio
e não quero sair
teu corpo
é minha paz
onde me aqueço
onde me refaço
teu corpo
é meu alimento
é minha bebida
meu vício
teu corpo
é meu abrigo
meu esconderijo
meu abismo
teu corpo
é o que desejo
fonte que me inspira
que me faz querer
não sair de ti
teu corpo
onde escrevo
meu nome
onde rascunho
meu planos
onde deixo tatuado
meu nome
teu corpo
meu mapa
meu guia
minha estrela
meu abismo

23 de mar de 2009

CANSADO DE VIVER*

estou cansado
de viver
essa vida à toa
estou cansado
de viver
todos os dias
a mesma rotina
os mesmos caminhos
as mesmas
e velhas palavras
pessoas
problemas
estou farto
dos meus problemas
da minha dor
de cabeça que não passa
estou cansado
de viver
sem riscos
sem emoção
eu preciso me atrever mais
sair de banda
sair do lugar
estou cansado de andar a pé
de não andar
pra lugar nenhum
estou com saudades
do mar
do cheiro do mar
de sentar na beira da praia
estou cansado
de viver
fazendo o que não gosto
cansado das cobranças
cansado de viver
todos os dias
as mesmices do meu destino

POBRE DIABO*

pobre diabo
pensa
que pode fazer
de mim
seu escravo
escravo
da sedução
que já
não me seduz mais
pobre diabo
pensa
que pode
me encantar
colocando
desejos
na minha boca
lambuzando de mel
meus sonhos
querendo
que eu me perca
não me perco mais
pobre diabo
lançando
os dados
da minha sorte
no tabuleiro
que é meu
não me engano mais
não me iludo
pobre diabo
agora entendo
não vou me deixar levar
nem mais
me escravizar por você
pobre diabo

OUTONO*


chegou
o outono
como era de se esperar
sempre chega
depois do verão
despindo
as árvores
jogando as folhas no chão
chegou
o outono
entre o calor e o frio
outono
de tardes cinzentas
chuva
vento
de manhã de sol
de noite
cobertores
abraços
cama recheada
pra uns de emoção
pra outros de solidão
chegou o outono
todo misterioso
jogando
todas as folhas no chão
deixando
a tarde
cheia de saudades
e na boca
a nostalgia
dos beijos quentes
do verão

EU JÁ NEM SEI DE MIM*

eu já nem sei de mim
depois
que você apareceu
me perdi
me esqueci
já não sei mais
o que faço
o que fiz
eu já nem sei de mim
já nem sei o que faço
onde estou
nem para onde vou
depois
de você
deixei de existir
deixei
de andar por aí
de viver minha liberdade
que era sem razão
sem vida
sem emoção
depois de você
eu já nem sei de mim
e nem quero saber
só me resta você
em mim
e nada mais importa
saber quem sou
depois de você
eu já nem sei de mim

BASTA AMANHECER*

basta amanhecer
para as flores
exalarem
seu perfume
basta amanhecer
para que os perfumes
se misturem
basta amanhecer
para que o peito
se encha com novas
esperanças
basta amanhecer
para que a noite
se disssolva
com os sonhos
basta amanhecer
para que uma nova página
se escreva
ou se rasgue
ou se perca
basta amanhecer
para que se perceba
os erros de ontem
e ainda se arrependa
pelos erros
basta amanhecer
para que se esqueça
os velhos hábitos
as velhas manias
basta amanhecer
e tudo
de ontem
é passado

BRIGAS*

nossas brigas
me deixam
sem chão
deixam meus dias
negros
faz dos ventos
tempestades
e das minhas lágrimas
temporal
nossas brigas
são besteiras
bobagens
do coração
que quer sempre
atenção
que não gosta
de ver divididos
os olhos em outra direção
nossas brigas
machucam
ferem nosso amor
deixa feio
o que é lindo
nossas brigas
nos afastam
e todos segundos perdidos
são eternos
cada segundo perdido
longe de você
me deixa ainda
ferida
eu sei
são besteiras
bobagens do coração

19 de mar de 2009

A CIDADE*



a cidade
é cega
a cidade
é muda
surda
se esconde
na própria cidade
há uma beleza
que não se repara
uma beleza que não se vê
a cidade
confunde
e as ruas
engolem 
tanta gente
que não vê
o que a cidade mostra
há muito mais
beleza encoberta
beleza invisível
se olha
e não se vê
a cidade está alí
parada
para quem quiser chegar
e ver
e abraçar
a cidade espera
calada
quieta
mostrando a todos
a beleza
que todos não veem


ALGUMA VERDADE*


deve existir
em você
alguma verdade
deve existir
nos seus anos de experiência
algo que some
algo que me faça
rever
o que aprendi
deve 
existir
nas marcas que o tempo
deixou em seu rosto
alguma verdade
que ainda desconheço
deve 
existir
em seu tempo
um tempo diferente
do meu 
deve haver
no seu tempo
alguma verdade
que me leve de volta
e me faça
reviver
e refazer meu caminho
deve haver em você
alguma verdade
que os anos
que passaram
deixaram em você
deve existir algo
assim espero


BOQUIABERTO*


eu fico
boquiaberto
com o que vejo
fico 
boquiaberto
com o que tenho
que fazer
ser igual
fazer parte
fico boquiaberto
com o descaso
com o desprezo
com a feiura
e tanta beleza
fico boquiaberto
com o contraste
com o bem e o mal
a vida e a morte
a noite
e o dia
fico boquiaberto
e vivo
fazer o que


HUMANOS*


humanos
e seus desejos
humanos
e seus limites
humanos
sem limites
humanos 
conscientes
humanos
insanos
humanos
e suas conquistas
humanos
e derrotas
cada vez mais visíveis
humanos
cheios de si
humanos
cheios de nada
cada vez mais
cheios de nada
humanos
e seus desejos
insanos
mundanos
e a alma
que alma
pra que alma
e crença
pra que crença
humanos
que vivem
em bandos
e se enganam
e só se enganam
humanos
nem bichos
nem instintos
apenas 
humanos


QUEM ME OLHA SÓ*


quem me olha só
andando só
não sabe
o que penso
como me sinto
não me sinto só
tenho
pensamentos
e um coração
recheado
e minha memória
cheia de bons momentos
quem me olha só
não entende
o bem que a solidão que me faz
o bem que me faz
estar só
sem precisar agradar
a ninguém
sem precisar disfarçar
quem me olha só
não entende
minhas razões
para que eu continue só