"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

30 de jul de 2008

UM DIA O CORAÇÃO PÁRA

um dia
o coração pára
pára
cansado
de tanto bater
de amor
o coração
não aguenta
e pára sem avisar
pára cansado
da vida
e do caos dos dias
um dia
o coração
não aguenta
de tanto desespero
de tanta agonia
de tanto amor
um dia
o coração
não resiste
e pára sem avisar

QUANTAS VEZES

quantas vezes
escutei
o que não queria
ter escutado
quantas vezes
disse
o que
não queria ter dito
quantas vezes
fiquei
quando deveria
ter ido
quantas vezes chorei
sozinho
e fiz chorar
nem me lembro mais
quantas vezes
melhor
não saber
melhor não lembrar
quantas vezes
escutei
falei
chorei
e fiz chorar

NÃO SEI O QUE EU FIZ


não sei
o que eu fiz
nem quando
talvez
no dia
que nasci
não sei porque
eu não me lembro
não sei
o que eu fiz
ninguém me diz
ninguém me conta
me olham de lado
me sinto culpado
sem saber
o que eu fiz
nem quando fiz
apenas vivo
sem saber
sob os olhares
dos que me olham
e me acusam
sem saber
como eu
o que eu fiz

JÁ NÃO SEI MAIS

já não sei mais
o cheiro
da terra
já não sei mais
o sabor da água
já não sei mais
o gosto
do amor verdadeiro
já não sei mais
a sensação
de andar
contra o vento
de tomar banho
de cachoeira
já não sei mais
o gosto que tem a vida
não vivo mais
sobrevivo
já não sei mais
qual a cor
dos meus olhos
não sei mais
a velocidade
do dia
e o tempo
que demora
um minuto para passar
já não sei mais

O QUE DIZER


o que dizer
se tudo
já foi dito
o que dizer
se as palavras
não falam mais
se faltam palavras
o que dizer
do tempo
que se esvai
que escorre
pelos vãos dos dedos
o que dizer
desse amor
de hoje em dia
dessa paixão alucinada
o que dizer
se as palavras
já não dizem nada
já disseram tudo
e mesmo assim
tudo se perdeu
o que dizer
se tudo
já foi dito

POR QUE CHORO

choro
quando
sinto saudades
choro
quando
machucam
meu coração
choro
quando a dor se
faz forte
quando a emoção
toma conta de mim
choro
quando tenho medo
quando me sinto sozinha
choro
para me sentir
mais viva
choro
para não me sentir
mais uma
choro
porque sou movida
pela tristeza
pela alegria
pela vida

COBRANÇAS

o dia cobra
a vida cobra
pessoas cobram
sem querer
pessoas cobram
e são cobradas
cobranças
existem
desde sempre
o dia cobra
a vida então
nem se fala
cobranças
e tantas
e assim
caminham os passos
sendo cobrados
para que não desviem
do caminho
que talvez seja o certo
o dia cobra
a vida então
cobra
toda a hora
todo dia
a vida toda

DE VOLTA

estou
de volta
fui ali
e voltei
voltei das lutas
que lutei
estou de volta
restaurado
em meu sentimentos
revigorado
no meu amor
estou de volta
depois de dias
de inércia
depois de dias
de trégua
estou de volta
carregado
de esperanças
carregado de certezas
estou de volta
consciente
mais certo
mais feliz
estou de volta
depois de tanto amar

O INFERNO É AQUI

o inferno
é aqui
nessa terra
terra
sem lei
terra
sem dono
terra
sem fé
o inferno
não é pior
nem pode ser
tão ruim
quanto aqui
o inferno é aqui
aqui
nessa terra
onde anjos
brigam com demônios
onde o demônio
não teme a Deus
é o homem
e sua ganância
é aqui o inferno
de todos nós
de todos os corações
de todos os nossos medos
é aqui
o inferno de todos nós

NÃO ODEIO

não odeio
simplesmente
se odeio
há um porquê
uma razão
não odeio
por odiar
é forte demais
não odeio apenas
deixo a indiferença
tomar o seu lugar
não odeio
simplesmente
odiar
é forte demais
não compensa
cansa
melhor é desprezar
melhor nem ligar
ter sangue de barata
não odeio
fico apenas puto
com a insistência
descabida
de certos pensamentos
não odeio
apenas porque
odiar é ruim demais

O QUE NÃO DEVO

não devo
reclamar
não devo
xingar
nem me ausentar
não devo
me estressar
nem morrer
aos poucos
não devo me intoxicar
de venenos
nem devo
orar sem fé
não devo perder a fé
não devo sair
se não sei
para onde ir
não devo sorrir
por qualquer besteira
nem devo
me prender
se tenho vontade de voar
não devo
ir além de mim
ir além
de quem quer que seja

O QUE NÃO POSSO


não posso
é deixar
que as pegadas sumam
não posso
deixar
que o amor morra
sem lágrimas
e o último adeus
não posso
deixar páginas
em branco
não posso
deixar poesias
guardadas
não posso ficar parado
deixar o sorriso guardado
para uma hora qualquer
não posso
ficar ali
olhando
sem fazer nada
não posso
parar de crescer
não posso parar de viver

O QUE NÃO QUERO

não quero
que o tempo páre
não quero
viver no passado
não quero
me lembrar
de coisas tristes
não quero
cometer os mesmos erros
não quero
dizer que amo
sem amar
não quero discordância
nem desabafo
não quero promessas
nem aplausos
não quero dores
nem desamores
não quero
meus fantasmas
soltos por aí
não quero
mais noites de insônia
não quero
morrer de solidão
na solidão

O QUE NÃO GOSTO


não gosto
do vermelho
não gosto
de pimentão
não gosto de suposições
não gosto
do achismo exagerado
e do amor
exacerbado
não gosto de piadas
quase todas
sem graça
não gosto dos dias
de sol
das manhãs
que são frias
não gosto
de roupa social
de cabelo cor de rosa
não gosto de ficar à toa
nem de gente que fica à toa
não gosto de garoa
de pizza com cebola
não gosto
de não gostar

29 de jul de 2008

ARRASADO

vi
teus olhos
arrasados
as lágrimas
não caíam mais
as mãos
largadas
o corpo
sem mais pressa
vi
teus dias
seguidos de um silêncio
sem data
para acabar
te vi
sentado arrasado
chorando
sem lágrimas
mãos largadas
sem força para segurar
e o silêncio
eternizado
teus olhos
sem lágrimas
tuas mãos
sem força
e tu ali
triste
arrasado

O AR NÃO ENTRA


tento
mas
o ar não entra
nem
o grito sai
tento
respirar
o ar não entra
o grito
não sai
coração em desespero
o ar não entra
o grito não sai
pulmão sem ar
o grito não sai
o ar não entra
a vida
se vai devagar
o ar não entra
o grito não sai
corpo pára
enrijece
o ar não entra
o grito não sai
a vida acaba
o grito silencia
e o ar...

POR QUE O AMANHÃ NÃO CHEGA

tudo
é tão triste
tão deprimente
por que o amanhã não chega
tudo é tão cinza
tudo são só cinzas
por que o amanhã não chega
e acaba com tudo
que é feio
por que o amanhã demora
para chegar
quando se tem pressa
quando se quer ver livre
das memórias
de dias feios
tão cinzas
tudo é pior
e as horas não entendem
o que o dia diz
por que o amanhã não chega
e acaba logo
com essa agonia
de mais um dia cinza

NADA MUDA

nada muda
tudo é sempre
tão igual
nada muda
o asfalto das ruas
as pedras do caminho
nada muda
as árvores
demoram anos para crescer
e o papel
anos para se decompor
nada muda
tudo será sempre igual
o passado é sempre
o mesmo
o que se viveu
não se altera
as brigas
as guerras
e quem morreu
nada muda
nem as nuvens do céu
nem a noite
nem os dias
nasa muda
o asfalto
e as pedras das ruas
tudo sempre
tão igual

E DAÍ

e daí
não se preocupe
sobrevivo
aos meus tropeços
e daí
o dia começa
bem cedo
para mim
sempre começou
e daí
o dia começa cedo
para muita gente
ninguém morre
por viver demais
por correr atrás
e daí
se existem apenas
duas cores
em um mundo multicolor
e daí
se os olhos
vêem de um modo diferente
o que todo mundo ve
da mesma forma
e daí
não tem problema

QUER SABER


quer saber
não vou mais
ficar me lamentando
ficar entre as lamúrias
dos dias
que não dão certo
quer saber
vou enfrentar os meus medos
vou seguir
sem sonhos
sonhar não é
para qualquer um
quer saber
cansei de ser
um coitado
de ser mais
uma carta fora do baralho
quer saber
vou acordar cedo
e cair na vida
não vou mais
contar meus planos
nem falar
para qualquer um
dos meus segredos

NÃO POSSO MAIS

não posso mais
viver
a indulgência
de uma vida
não posso mais
me agarrar
às cordas enroscadas
no coração
que já não bate
não posso mais
ficar calado
vendo a vida
desaparecer
onde está
minha fé
onde está
minha esperança
de que me valeu acreditar
não possso mais viver
nessa total desesperança
existe muito mais
e os olhos fechados
não vêem
tanta beleza
não há mais beleza
perdi a fé
a razão
e minha crença

PLENITUDE

nem sei
o que é
e onde encontro
toda a plenitude
de uma vida
nem sei mais
se existe
um lugar totalmente pleno
talvez
fique louco
ou morra sem achar
um lugar assim
nem sei mais
se quero mesmo encontrar
toda a plenitude de uma vida
que se esvazia
um pouco mais
a cada dia
talvez seja besteira minha
pensar assim
nem sei mais o que é certo
a plenitude há tempos
fugiu de mim
sumiu

DE QUE ADIANTA

de que adianta
um dia de sol
dias de chuva virão
de que adianta
ter o dom
a morte leva tudo
porque cantar
canções sempre serão escritas
de que adianta
depois da tempestade
vem o sol
porque então sorrir
porque então se animar
dias piores também virão
de que adianta ter fé
ter esperança
a vida acaba
de qualquer jeito
acaba de qualquer maneira
de que adianta
correr
o dia tem
e sempre terá
as mesmas horas
todos os dias

VOU SAIR DO LUGAR

vou sair
do lugar que estou
vou sair
de mim
percorrer as fronteiras
da loucura
vou sair do lugar
vou em busca de sorrisos
vou em busca de abraços
dos braços
vou sair
do lugar que estou
vou me mexer
fazer acontecer
vou sair do lugar
vou sair
desse estado letárgico
sem empurrão
sem ninguém mandar
vou sair por mim
porque quero
sair do lugar
que me encontro

CANSADO

ando
cansado
do meu tempo
ando
cansado
do meu rosto
do meu corpo
dos meus dias
tão iguais
ando
cansado
do amor
cansado
da vida
ando
triste
desanimado
como a dor
no peito
ando
com dó de mim
não sei porque
ando
assim
cansado
da minha cor
e de tudo
que os meus olhos
vêem
ando
cansado
nem eu sei porque

BLÁ BLÁ BLÁ

não sei
como não se cansa
de tanto
blá blá blá
tanta falação
na cabeça
nãoi sei como
tua mente
não ferve
feito vulcão
blá blá blá demais
todo mundo precisa
de um pouco de paz
de um momento fechado
em seu túmulo
não sei como
teu sangue
não borbulha
tanto blá blá blá
não ferve
ninguém merece
às vezes é preciso
fechar a boca
e deixar o silêncio
falar por ti

QUE MERDA


não suporto
a falta de respeito
que merda
porque tem que ser
dessa maneira
não suporto tanta asneira
em uma só cabeça
que merda
até mesmo o sol
se recicla
mesmo nascendo
todos os dias
no mesmo lugar
que merda
essa obrigação de ser
não gosto
prefiro que seja natural
e cheio de graça
não pode ser
nem deve ser
como parece
até a lua tem fases
até a chuva
sabe quando precisa cair
e eu sei
a hora que preciso
sair de cena
que merda

ENCHE O SACO

enche o saco
todo dia
o mesmo papo
não dá mais
todo dia
o mesmo lenga lenga
enche o saco
teu riso forçado
nem todo dia
é bom dia
enche o saco
ter que falar
ter que dizer
calar faz parte
enche o saco
todo dia
as mesmas coisas
as mesmas palavras
não dá mais
eu não quero mais
não gosto de dias iguais
nem gosto da velha rotina
ne todo dia
é bom dia
enche o saco
o mesmo papo
de sempre
de todos os dias

PROVOCAÇÕES


não aceito mais
tuas constantes
provocações
não posso mais
ficar calado
diante dos gestos
tuas provocações
me cansam
acabam com minha paz
roubam
minha tranquilidade
não aceito mais
nem tenho porque
aceitar
não tens o direito
de fazer
de me fazer
o que fazes
tuas provocações
sem razão
pareces que sentes
prazer sórdido
de me ver irritado
não aceito mais
tuas provocações
não tenho porque
cansei disso
cansei de ti
não aceito mais

28 de jul de 2008

DA BOCA PRA FORA


o que me diz
sei
é da boca pra fora
aprendi
a aceitar assim
dizendo
sem pensar
o que pensa
sei
é da boca pra fora
o que diz
nas manhãs
que amanhecem
sem hora marcada
conheço bem
seus instintos
eu sei
o que me diz
é da boca pra fora
diz
o que quer
depois
vem querendo
consertar
não ligo mais
pode falar
eu sei
é da boca pra fora

NÃO SEI NÃO PENSAR

não sei não pensar
penso
dormindo
penso
acordado
penso porque
só sei pensar
pensar em mim
pensar em você
nos meus amigos
nos meus parentes
não sei não pensar
e penso
penso andando
penso parado
penso demais
queria não pensar
em tudo
todos os dias
desenhando
pensamentos
não sei não pensar
só penso
no que quero
no que gosto
só sei não pensar

NO MEU DELÍRIO


fui
indigente
fui andarilho
vagabundo
sujo, sem rumo
no meu delírio
fui
louco
fui
pesadelo
fui as verdades
e as mentiras
conflitos
e paz
lutas e momentos
no meu delírio
amei
quem não podia
e maltratei
o amor
que já era meu
fui errado
caminho curto
acabado
no meu delírio
já não sei mais
quem sou

NÃO HÁ MAIS SENTIMENTO


somente
razão
não há mais
sentimento
nem emoção
que faça repensar
deixou
de ser
o que era bom
não há
mais sentimento
que faça
tudo ser diferente
acabou
a emoção
acabou
o equilíbrio
deixou de ser
não há mais sentimento
virou razão
que é cruel
verdadeira
o que sobrou
foi razão
não há mais sentimento

TE EVITAR


não quero mais
criei
enfim consciência
te evitar
não é mais
problema
agora sei
já não existes
criei consciência
pensar em ti
é mais um problema
que não quero
não quero precisar
te evitar
não quero pensar
em problema
mais algum
não quero mais precisar
te evitar
agora entendi
para te evitar
te matei em mim
não penso mais
não tenho problema algum
criei
enfim
juízo

DEIXA

deixa,
o tempo
mostra
quem é quem
x
deixa,
o tempo
é mestre
em desfazer
disfarces
x
deixa,
se morrer
não era amor
era tudo menos amor
x
deixa,
os erros
condenam e
entregam
e o que era mentira
x
deixa,
o tempo
cura e cicatriza
o peito
ainda cheio de saudade

PENSEI ESTAR CURADO


é doença
todo amor
que se sente
pensei estar
curado
desse mal
que triste engano
o amor
me pegou de vez
e me deixou
jogado
no chão
esperando o amor passar
não passou
doeu
sangrou
não passa
o amor que se sente
é amor para sempre
toma conta
de tudo
de todo o seu ser
pensei estar curado
não há cura
para o amor
que se sente
uma vez
e é para sempre

POR UM MOMENTO - 2


deixei
de pensar
em mim
por um momento
passei
a pensar
em você
por um momento
quebrei
meus conceitos
para sentir
o que você sente
deixei
de pensar em mim
para sentir o que sente
para pensar
o que pensa
por um momento
ser você
para entender
seus pensamentos
e seu amor
por um momento
deixei de ser eu
de pensar em mim
para ser você
e lhe sentir de verdade
e olhar com seus
olhos como me vê

VONTADE DO SEU BEIJO


tenho
vontade
do seu beijo
me perco
nos sonhos
e nos desejos
de saber
o gosto do seus lábios
tenho vontade
do seu beijo
saber o sabor doce
da saliva
e sentir o calor
quente
do seu corpo
tenho vontade
do seu beijo
e me perco nos sonhos
que alimento
o desejo
e a vontade
louca
do seu beijo

MAIS UM ENGANO

até quando
o amor me fará
cometer
mais um engano
não sei
se sou eu
inocente demais
ou se o amor
é que é
malvado
até quando
vou acreditar
nesse amor que sinto
sem cometer
mais um engano
sem cair
de novo no chão
triste
por ser tolo
não vou mais
crer nesse amor
que sinto
não vou mais
cometer pelo amor
mais um engano
até que o amor de verdade
aconteça

EM SEUS BRAÇOS

em seus braços
quero ficar
até o outro dia
até que a vida se vá
e outra vida nasça
em seus braços
quero sonhar
com uma vida melhor
com uma vida
a dois
nós dois
em seus braços
me sinto amparado
me sinto protegido
esqueço de tudo
me alimento
do calor que flui
de você para mim
em seus braços
sou homem feliz
sou homem realizado
em seus braços
não penso
e não sinto nada
apenas o calor
que flui
de você para mim
e o seu amor

PAIXÕES CONTIDAS

existe
apenas um amor
na vida toda
e várias
paixões contidas
paixões escondidas
atrás do coração
um só amor
para a vida toda
e várias paixões contidas
paixões cheias
de nostalgia
paixões
que não foram vividas
e também não foram
esquecidas
um só amor
de coração
de pele
amor para a vida toda
e quantas outras
paixões contidas
relembradas todos os dias
paixões cheias
de versos
que jamais serão escritos
como as paixões contidas
que jamais serão vividas

DESENCANTO

a vida
já não é
o mesmo encanto
é desencanto
que vai
corroendo
as esperanças
a vida
é um jogo
de ilusões
um jogo sem vencedor
desencanto
natural
a vida vai passando
vai sumindo
deixando apenas
a saudade
e o vazio
a vida já não é
o mesmo circo
que foi
já não somos mais
os trapezistas
somos apenas
expectadores
de uma platéia vazia
sem palmas
a espera de um novo show
da vida
e seus desencantos

27 de jul de 2008

GENTIO


não precisa
ser gentio
dizer palavras doces
doces demais
que sufocam
não precisa ser gentio
falando que gosta
de mim
seja você
para mim basta
não precisa
tentar me convencer
de quem é
nem mostrar
suas qualidades
não force
pior
seja você
gentio
por você
não por mim
não force gentileza
nem palavras
não há necessidade
quero alguém
de carne e osso
que seja leal
que não enfeite
que seja real
que seja diferente
gentio
por natureza

FUXICO


começou
com fuxico
depois
virou paixão
que virou amor
que virou romance
que virou história
de um amor maior
de um amor até agora
eterno
era um fuxico
que virou namoro
que virou noivado
depois casamento
que rendeu filhos
que mudou destinos
que mudou
que ensinou
e transformou
começou como paquera
na escola
e virou história
que virou lenda
fonte de inspiração
para outros amores
para outras histórias
e outros fuxicos

IDÔNEO

quero
um amor
idôneo
um amor
sincero
amor
sem vícios
amor liberto
quero um gostar
gostoso
um gostar
despretencioso
um gostar idôneo
quero alguém
que me queira
amar tão bem
alguém idôneo
que ame
aquele amor gostoso
amor sem pressa
sem hora
sem compromissos
de última hora
quero um amor
igual aos de filme
amor de princesa
e de príncipes
amor real
amor idôneo

INÓPIA

por que
ficar
implorando
um amor
que não existe
há falta
de amor
o amor que há
não é o mesmo
nem nunca mais será
por que ficar vivendo
toda essa escassez
de um amor
que não é o mesmo
onde foi
que o amor se perdeu
a inópia do amor
nos faz carentes
órfãos
do amor
que não é mais
o mesmo
por que ficar
querendo reinventar
um novo jeito de amar
nesse amor
que há

INOFENSIVO

que o amor
continue sendo
como sempre foi
inofensivo
que o amor
não maltrate
nem deixe
coração em pedaços
que o amor
aconteça
naturalmente
sem forçar
não se força
o amor
que o amor
continue
inofensivo
como o amor
sempre foi
que não haja danos
nem lágrimas
que o amor seja
sempre
e somente alegria
o amor
é e deve ser
inofensivo
para que se ame mais
cada vez mais
e sempre

VEREDAS

veredas
estreitas
atalhos sem saída
veredas
que surgem
passos depois
de passos
veredas
camufladas
escondidas
entre as folhas
veredas da vida
atalhos
sem saída

PAI NOSSO

pai nosso
que já nem sei mais
se estais no céu
venha a nós
por favor
salva-nos de nós mesmos
seja feita
como sempre
sua vontade
assim como sempre
foi feita
o pão nosso de cada dia
não é mais feito de farinha
é feito de suor
e malemá
conseguimos ganhar
no dia a dia
perdoa nossas várias
e várias e várias
ofensas
e se for possível
o que eu duvido
não nos deixe cair
em tentação
e se for possível
livrai-nos de nós
mesmos

TRIVIAL

pensar
não se pensa mais
se quer
apenas o que é fácil
o que é trivial
pensar
não se quer
cansa
toma tempo
leva tempo
em um segundo
se vive uma vida
não há tempo
pensar
não se pensa mais
não se procura mais
o que ficou escondido
não se pensa
já pensaram demais
não há razão
nem tempo
melhor buscar
o que é fácil
apenas o trivial
ser mais um
ser comum
pensar não se pensa mais
pensar por que
alguém já
pensou por você